quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Crianças na Cozinha

A alimentação de crianças que ajudam na cozinha é melhor, segundo estudo
Essa notícia só veio para confirmar minhas suspeitas! Quem tem crianças por perto (filhos, sobrinhos, netos…) muita atenção!
Uma pesquisa realizada pela Universidade de Alberta, Canadá e publicada na famosa revista Public Health Nutrition aponta como melhor maneira de fazer as crianças consumirem alimentos saudáveis seria aproximando-as da cozinha seja fazendo-as cozinhar ou somente ajudando na preparação de pratos. A pesquisa envolveu estudantes da quinta série de 151 escolas de Alberta para verificar as experiências dos alunos com a escolha de alimentos e o preparo de pratos.
Quem disse que a cozinha não é lugar de criança?  macarrao
Yen Li Chu, da Escola da Saúde Pública da Universidade e um dos pesquisadores afirmou:
“Crianças que de fato gostam de frutas e verduras são as que também mais consomem esses alimentos e têm as melhores dietas. Esses dados mostram que estimular as crianças a se envolver na preparação dos alimentos pode ser uma medida efetiva para promover a alimentação saudável”.
Os dados obtidos ao questionar com que frequência ajudavam os pais na cozinha foi:  1/3 ajudavam ao menos uma vez ao dia; 1/3 auxiliava de uma a três vezes por semana;  1/4 afirmou cozinhar somente uma vez por mês e 12,4% não participavam de nenhuma forma no preparo da comida.
O que pôde ser observado foi que, quando questionadas se gostavam de frutas e verduras, no geral, a maioria disse preferir frutas a verduras, mas, dentro do grupo das que ajudavam na cozinha, foi observado que essas gostavam de ambos os grupos alimentares – a preferência por verduras, a propósito, foi 10% superior entres os que cozinhavam. Essas ainda disseram ter consciência da importância de se ter uma alimentação saudável.
Chu então confirma que de fato é importante manter uma relação próxima das crianças com a comida, mas aponta não só os pais como responsáveis por essa relação (apesar de serem os principais responsáveis), mas também a escola. Atividade bem interessante para eles se aproximarem mais dos alimentos e uma forma de ficarem mais com os pais.
As saídas que Chu aponta (que talvez ainda estejam um pouco distantes da realidade escolar brasileira) são:
“Você pode ter aulas de culinária ou clubes de culinária nos colégios que estimulem o consumo de frutas e verduras e ressalte a relevância de se fazer escolhas saudáveis em relação aos alimentos”.
Apesar da pesquisa ter sido realizada com alunos da quinta série, Paul Veugelers (outro dos autores do estudo) diz que teria efeito semelhante com alunos preste a ir para a faculdade. “Para muitos, ir para a universidade é também viver sozinho e ficar responsável pela própria dieta. Há lições para essas pessoas também, para que formem grupos e que se revezem na preparação e na escolha dos alimentos”, recomenda.
Portanto, o que podemos tirar é que é sempre interessante realizar uma aproximação das crianças com os alimentos de uma forma que desde cedo estes tenham uma noção da importância de se alimentar saudável. E depois qual a criança que não gosta de brincar com a comida, hein?
Aí vão algumas sugestões de receitas para preparar com a criançada:
1. Salada de Frutas em Cesta de Melancia Deitada
saladafrutas
2. Pãezinhos de Coco
paezinho
3. Suco Colorido
suco
 Crie você também, uma divertida e saudável alimentação, pra você e crianças. Sem dúvida uma experiência maravilhosa que passará a fazer parte de suas vidas.
Visitem o site Guloso e Saudável, você encontrará muitas dicas para criançada.
Postado por: Ana Claudia Foelkel Simões – Psicóloga
Vivo (11) 97273-3448 e Tim (11) 96829-7684